Recentemente o jornal britânico The Guardian noticiou que as camisetas produzidas pelo grupo musical Spice Girls com o objetivo de arrecadar fundos para uma instituição que promove a igualdade dos gêneros e o empoderamento feminino estava sendo produzida em uma fábrica em Bangladesh onde as mulheres eram forçadas a trabalhar por mais de 16 horas por dia e ainda sofriam diversos abusos pelos chefes e coordenadores.   

O que impressiona é que esse é apenas mais um fato em que o empoderamento é vendido como algo super cool sendo que os envolvidos em promover essa venda não estão comprometidos com seus deveres e responsabilidades com os trabalhadores da fábrica que produz as roupas.

Quem nunca se apaixonou por uma camiseta escrita “GRL POWER” com uma florzinha do lado, mas não investigou nem como a peça foi produzida e principalmente se a empresa tem uma política de equiparação salarial para as trabalhadoras, ao menos? Muitas dessas informações podem ser encontradas nos sites e relatórios das empresas.

É muito bonito vestir a camiseta de uma causa, mas mais bonito ainda é trabalhar para que os direitos sejam efetivos. Busque informação das marcas que você consome, agora as Spice Girls terão que fazer isso.  

A seguir tem um vídeo em que mostramos uma pesquisa do Fashion Revolution Brasil que traz informações muito importantes sobre as marcas brasileiras. Assista e confira como investigar se as marcas que você consome são responsáveis. 

Deixe o Seu Comentário