O carnaval surgiu como uma celebração do homem por sua colheita adquirida, muita festa e celebração em comunhão com a natureza em gratidão aos bens fornecidos por ela. Porém nos dias atuais o que vemos é uma grande massificação do consumo de insumos descartáveis e a festa acaba se tornando um grande gerador de lixo, que na hora da folia é usada em meio a muita alegria, mas depois vira um monte de entulho. Fantasias de plástico, plumas, pedaços de metal e às vezes vidros e espelhos que tem uma baixíssima durabilidade e uma decomposição longa, com décadas a perder de vista. Escute seu coração e a natureza e leia esse texto para entender os motivos que fazem o único carnaval possível ser aquele que nós fazemos as pazes com a mãe terra e a respeitamos. Descubra quais pequenos hábitos podem ser transformados para tornar a folia menos poluente.  

Plástico, plumas e partículas de vidros, e outros descartáveis que podemos evitar para não sermos os vilões da folia

Um dos maiores vilões do carnaval é o glitter e a purpurina. Os conteúdos dos glitteres são microplásticos, que nada mais são do que plásticos moídos. Outro componente encontrado muitas vezes fundido na mesma partícula é o metal, ou plástico metalizado, o que dificulta ainda mais a decomposição já que são dois insumos diferentes grudados.

O problema de utilizar microplástico pra brilhar no carnaval é que o controle do descarte desse material é quase impossível. Lavar o glitter na pia do banheiro joga ele diretamente para o oceano, jogar glitter no corpo no meio da rua e deixar um rastro de purpurina no chão leva os glitteres para esgotos e consequentemente para os oceanos. Ou seja, todo lugar que a gente usa e sai do potinho foge do nosso controle, e por isso o fim sempre são os mares.  

Para solucionar esse problema de quem quer brilhar sem poluir foi criado o glitter biodegradável. Muitas marcas se especializaram em produzir esse item e estão vendendo principalmente online, e como o Desavesso é um defensor de uma sustentabilidade prática e funcional também aderiu à moda. Os glitteres biodegradáveis nas cores coral, dourado e graffiti podem ser comprados on line no site https://www.elo7.com.br/lojadesavesso. Eles são compostos por pigmento cosmético mineral e vegetal e gelatina incolor. Depois de usar é só lavar na pia e retirar todo o conteúdo que será tranquilamente decomposto na água em algum tempo.  

Outro ponto em que o folião pode contribuir para a diminuição do descarte na época do carnaval é na hora de investir em fantasias. Assim como as roupas tudo que for usado mais vezes é mais sustentável, portanto tente identificar no seu guarda-roupa ou de outras pessoas próximas se por acaso não tem alguma fantasia que você possa reformular para usar de novo. Há ainda a possibilidade de emprestar de algum amigo, ou até quem sabe usar alguma roupa como fantasia incrementando a maquiagem e os acessórios, é uma maneira de cuidar do meio ambiente e também de economizar. Nunca é demais reforçar que não é tudo que você vê que você precisa comprar só porque alguém famoso está usando ou porque parece que vai ficar maravilhoso e todo mundo vai estar usando o item mais babado desse carnaval.

As festas de carnaval também costumam ter muitos itens jogados que aumentam o clima de folia. Mas gente, tem mesmo que jogar um monte de papel no ar pra virar festa? O que vale usar serpentina e confete que depois vai ser tudo varrido para o lixo numa grande bola de papel? Não tem graça. Essa é uma moda que existe há décadas e que está muito ultrapassada. Hoje ainda há algumas opções biodegradáveis pra substituir o confete fazendo em casa mesmo, com um furador de círculo recorte várias folhas de árvore e transforme em um confete 100% natural.

Ninguém precisa sujar o mundo para brilhar, mas já que é quase impossível evitar o plástico para fantasias e acessórios ao menos busque dar preferência para as peças sem partículas pequenas e que mesmo que sejam descartadas podem ser recicladas, e sempre que for possível use itens que não possuem plástico na composição. Lembre-se de descartar todos os itens que não podem mais usados por estarem danificados no local correto e não jogue simplesmente na rua quando parar de te servir, e se ainda tiver durabilidade passe para frente, doe para algum amigo ou outra pessoa que possa usar.  

Claro que para adotar todos esses hábitos vamos ter que sair da nossa zona de conforto e fazer algumas coisas que talvez deem um pouco mais de trabalho do que só entrar numa loja e comprar uma roupa, acessório ou fantasia e sair. Mas olhando isso ao longo dos anos vai ser um ganho muito importante para o planeta e em pouco tempo é possível sentir esse benefício nas economias. São pequenas mudanças que aprimoram nossa vida e convivência. O nosso planeta é só um, não tem um plano B então a hora da gente cuidar dele é agora mesmo mesmo em meio a folia.

Deixe o Seu Comentário