O Fashion Revolution, organização internacional que busca uma moda mais justa social e ambientalmente, prega que a única maneira para chegar a isso é cobrar transparência das marcas, para que elas divulguem todos os processos de produção e fabricação das roupas bem como informe como se dá a participação de toda cadeia produtiva.

Por isso a organização do Fashion Revolution no Brasil lançou uma pesquisa que indica qual o grau de transparência das marcas brasileiras, o 1º Índice de Transparência da Moda Brasil.

O índice reúne 20 marcas brasileiras e informa quais conteúdos estão disponíveis para averiguação do consumidor, para que ele consiga assim orientar suas compras. Os temas abordados são muitos, entre eles políticas para equiparação salarial entre homens e mulheres nas empresas, políticas de erradicação do trabalho escravo e contratação de pessoas estrangeiras.

A pesquisa é vasta e rica e por isso está lincada aqui para o download e leitura.

Nós gravamos um vídeo com os pontos que chamaram nossa atenção na pesquisa e a fala de algumas pessoas envolvidas com o tema como Fernanda Simon, representante do Fashion Revolution Brasil, e Dari Santos, idealizadora do Instituto Alinha.

E aí, você já se perguntou hoje Quem fez suas roupas?

Para mais informações sobre moda sustentável acesse o Canal Desavesso.

Autor

Jornalista apaixonada por moda e youtuber nas horas vagas.

Deixe o Seu Comentário